DirectX 12 não exigirá novas placas de vídeo

Escritor | 20:32 Leave a Comment
Na semana passada, durante o evento de apresentação do Windows 10, uma das novidades mencionadas pela Microsoft foi a integração dos jogos de PCs com o console Xbox One. Neste momento, ela começou a falar do DirectX 12, a mais nova versão de suas APIs que lidam diretamente com a programação para jogos. Ela mencionou que a versão 12 trará até 50% mais desempenho que o DirectX 11, fará um melhor uso da bateria de notebooks e também um uso mais inteligente dos núcleos da GPU. Porém, ela deu a entender que a nova biblioteca de APIs só seria compatível com novas placas de vídeo, ou seja, os gamers que quisessem usufruir da nova tecnologia precisariam trocar de GPU.
Mas não é bem assim. Pouco tempo depois, Microsoft, nVidia e AMD vieram à público para esclarecer "que a maior parte do hardware moderno de PCs gamer vai rodar bem a nova tecnologia". Veja o que disse um dos porta-vozes da empresa:
Apesar de não estarmos preparados para detalhar tudo relacionado ao DirectX 12, nós podemos dizer que estamos trabalhando junto com nossos parceiros de hardware para nos assegurarmos de que a maior parte dos componentes de hardware modernos funcionem bem com a tecnologia.
Ao Polygon, a Microsoft falou que o maquinário usado nos vídeos de demonstração mostrados no evento, que exemplificavam os ganhos de desempenho da plataforma, foram executados em componentes compatíveis com o DirectX 11.
A Microsoft também falou da sua lista de parcerias para o DirectX 12 e, nela, estão inclusas as placas de vídeos da nVidia baseadas na arquitetura Kepler, Maxwell e Fermi, ou seja, todas das séries 400, 500, 600, 700 e 900. Do lado da AMD serão compatíveis as placas da série HD 7000, R7 e R9. A Intel também se faz presente como parceira e o DirectX 12 será compatível com os processadores Core de quarta geração, codinome Haswell.
Essa confusão toda começou depois que um repórter fez a pergunta a Mika Ybarra, diretor da Microsoft, numa sessão de perguntas e respostas depois do evento. O diretor falou que para aproveitar TODOS os recursos do DX12, serão sim necessárias novas placas de vídeo. Daí, estava feita a confusão, não sei se por sensacionalismo ou por mal entedido mesmo, o tal repórter divulgou que apenas placas de gerações novas trariam suporte ao DX12.
De qualquer forma, o DX12 chegará junto com o Windows 10, que será lançado oficialmente para todos até o final de 2015, provavelmente em Outubro. Porém, em março, na Game Developers Conference, serão dados mais detalhes sobre essa nova biblioteca de APIs para jogos.
Fonte: Polygon